Encontre seu filme!

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Titanic (1997)

É bem difícil classificar Titanic em uma única palavra, pois tudo que o mesmo representou (e representa) para a sétima arte já se encontram num nível maior que qualquer termo que usem para designá-lo, pois estamos diante de um marco absoluto do cinema, definitivo a qualquer público, seja cinéfilo ou não. Titanic conseguirá ressoar de forma positiva na mente e coração de qualquer espectador, isso porque, além de todos os reconhecimentos que obteve, a obra consegue ser uma das mais lindas e apaixonantes já criadas na história.

James Cameron sempre foi um diretor que investiu em trabalhos de proporções alarmantes, isso deixava seus produtores sempre com o pé atrás, pois nem sempre o sucesso e o retorno lucrativo eram certos, então a cada projeto que Cameron punha a mesa, havia sempre uma triagem para ver se tal era digno de investimentos e se renderia lucros no fim das contas. Titanic foi um trabalho o qual pôs todos em desconfiança, pois seria muito, mais muito dinheiro investido, sem uma certeza de lucro, tudo que tinham como garantia era a confiança e persuasão de Cameron. Pronto! Isso foi o bastante para sua realização, e, no final da década de 1990, mais propriamente em 1997, Titanic estrondou nas telas e tornou-se uma das maiores bilheterias da história do cinema.

Acima de quaisquer méritos conquistados, Titanic se destacou por ser a produção mais incisiva da década, além de possuir as maiores proporções fílmicas dos anos 1990, o filme fincou seu nome na história da sétima arte, e garantiu-se (até hoje) como um dos filmes mais vistos e queridos já apresentados. Todo o alarde em torno do filme tem fundamentos palpáveis, isso porque, tudo que o filme conquistou, interna e externamente, já permitiu a ele uma glória perante os olhos de seus espectadores, e premiações.

James Cameron que é profundo conhecedor da tragédia do Titanic em 1912 ficou responsável por seu roteiro e, incrementou elementos diversos para tornar sua obra atrativa aos públicos mais diversos. O filme conta a história de Jack, um aventureiro que ganha em uma mesa de jogo, junto com seu amigo, uma passagem para o luxuoso transatlântico Titanic. Durante essa viagem, ele conhece a bela jovem Rose Bukater, então eles iniciam um romance proibido, já que ela esta noiva do inescrupuloso comerciante. Entretanto, quando a viagem toma rumos trágicos, o amor dos dois encontra-se ainda mais abalado.

Em pouco tempo, Jack e Rose se tornaram um dos casais mais famosos do cinema, conseqüentemente consagrando a dupla de atores que o interpretam. Leonardo DiCaprio e Kate Winslet alçaram uma fama invejável, pois em pouco tempo eles ganharam altíssimas projeções, vindo a trabalhar com diretores famosos e em produções de renome, e pode-se afirmar com certeza que Titanic foi o responsável por este pontapé certeiro em suas carreiras. Sobre os atores do filme, é perceptível que Cameron acertou em cada nome e em cada escolha, pois, igualmente com os demais aspectos, o elenco serviu para por ainda mais força na obra.

Para ambientar o navio, Cameron foi exigente em suas escolhas, para que tudo ficasse impecável e, que seu público fosse transportado para a época, e se sentisse como um tripulante do imponente navio. Todo o trabalho teve retornos positivos, Titanic além de receber prêmios e considerações (merecidas) nesse quesito, tornou-se um deleite para os olhos, com uma direção de arte primorosa e uma estética digna de palmas. A experiência visual é belíssima e impactante, e nisso, Titanic encontrava-se frente ao seu tempo.

As cenas derradeiras conferem ao espectador uma torrente de sensações indescritível, Cameron foi feliz ao inserir ao momento do naufrágio passagens frenéticas e emocionantes. Pois diferente do que se imagina, Titanic não foi feito para um público alvo, todos os elementos empregados foram para aproximar todos os públicos, desde os mais exigentes aos mais passivos.

A direção aqui é bastante eficaz, isso porque, o cineasta trabalhou em cada departamento para que sua produção engrenasse e escrevesse seu nome na década. E Titanic conseguiu. Não só em quesitos esperados, como em outros aspectos, que concretizaram ainda mais sua fama. Quem não se lembra da trilha sonora do filme? A linda voz de Celine Dion conseguiu fixar-se em todas as paradas musicais, e para os espectadores, até hoje é difícil não associar a música “My Heart Will Go On” ao filme, e vice-versa.

Titanic angariou para o topo, e lá ficou como um dos filmes mais bem sucedidos de todos os tempos. E continua, até hoje, após muitos anos desde sua realização, como um clássico atemporal e imprescindível a qualquer espectador, isso porque, estamos diante de uma obra eterna para sétima arte, e, sem dúvida alguma para seus apreciadores.

Nota: 9.0

3 comentários:

  1. Até hoje, choro vendo esse filme. Lindaço!

    ResponderExcluir
  2. eu estava no titanic consegui me salvar no ultimo bote com meu filho e minha familia

    ResponderExcluir