Encontre seu filme!

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Batman Begins (2005)


Begins. O começo. Desde que Christopher Nolan anunciou ao mundo que iria adaptar a história do homem morcego para o cinema, houve inúmera divergências opinativas quanto à realização deste projeto, e a maioria com relevância, isso devido a imagem do sombrio herói diante das telas andava totalmente desgastada desde que Joel Schumacher apresentou suas duas películas durante a década de 90, estas que, diga-se de passagem, transformaram o importância de Batman em escombros, pois além da baixíssima qualidade a qual estas se encontram, elas ofuscam toda e qualquer seriedade contida na trama de Bruce Wayne.

É inegável que, muito além de superar as expectativas do grande público, Christopher Nolan tenha tornado-se um “salvador” para a criação de Bob Kane, não apenas por injetar vitalidade a uma série que não a via desde que Tim Burton a comandou em meados do fim dos anos 80, mas por superar todas as adaptações já feitas para o personagem nas telonas, sem exceção, e dessa maneira elevar Batman a um patamar maior do que qualquer cineasta já havia feito.

Um dos maiores méritos em Batman Begins é que, mesmo que Nolan tenha resolvido criar um novo início a Bruce Wayne, ele é extremamente respeitoso com os quadrinhos de Kane, pois apesar desta nova adaptação conferir alguns rumos inéditos a trama, ela também se prende a incluir seus próprios significados a tudo em volta do personagem, em especial, a origem de seus acessórios e apetrechos, bem como sua mudança de personalidade, seus treinamentos, enfim, toda a metamorfose do jovem Bruce Wayne para o cavaleiro das trevas, Batman.


A trama mostra uma nova ótica sobre os eventos que ocorreram na infância de Wayne, seus medos, e seu visível abalo psicológico após o terrível assassinato de seus pais, após muitos anos, Bruce continua ciente da violência a qual Gotham está sendo submetida, essa que foi responsável por seu trauma, então ele resolve fazer uma longa viagem em busca de conhecimento e aprimoramento, para que desta forma entenda a mente dos criminosos, e aprenda táticas para puni-los. Sete anos depois, Bruce volta a sua cidade num combate pela justiça, não como um jovem rico e influente, mas sim como Batman, sua identidade secreta, a qual ele usará para vagar durante noite e liquidar a onda de crimes que atinge Gotham City.

Batman Begins possui uma linguagem arrojada que, coroada com cenas de ação frenéticas garantiu a este filme um sucesso estrondoso de público e crítica, e além receber um alto reconhecimento em sua época, injetou (como já supracitado) um novo ânimo ao homem morcego, aderindo a este, novas tramas e subtramas, tornando sua história ainda mais instigante e interessante de se acompanhar.

Outro ponto interessante a se tocar é a adaptação do texto de Nolan aos personagens de Kane, pois não só em Bruce Wayne ocorreram mudanças, mas também nos vilões que o herói enfrenta, em exemplo aqui temos o Espantalho que, além de ser muito bem explorado como um grande inimigo do homem morcego, faz parte de toda a trama de corrupção e crimes que ronda Gotham, e este é justamente o alvo da história aqui, incluir personagens a tramas reais sobre problemas sociais contemporâneos, onde dessa forma Christopher Nolan finca ainda mais os pés de seu filme na realidade.

Com Batman Begins, a criação de Bob Kane atingiu o supra-sumo, pois além de todas as virtudes mencionadas, esta nova série fílmica do Homem Morcego constrói seus próprios alicerces, dependendo apenas de sua criatividade e originalidade, mas claro, sempre demonstrando alto respeito pela obra de Kane. Batman Begins é, sem dúvidas, um grande feito de um grande diretor, que através de seu talento conseguiu garantir uma qualificada e grandiosa adaptação cinematográfica a um dos maiores heróis de todos os tempos.

Então, pode-se afirmar com convicção que, Christopher Nolan foi o herói que Batman precisava e, eventualmente, o que ele merecia.

Nota: 7.0



4 comentários:

  1. É um filmão mesmo, o Nolan soube perfeitamente como recomeçar a franquia!

    ResponderExcluir
  2. Minha nota seria maior.

    Como "O Cavaleiro das Trevas" é espetacular, acabou tirando um pouco do charme deste ótima retomada do personagem Batman.

    Nolan é um dos melhores diretores dos últimos dez anos.

    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto do filme... mas acho que é muito lento... dormi todas as 3 vzs que tentei ver

    ResponderExcluir
  4. Muito bom.
    Concordo em tudo que o Hugo falou.

    ResponderExcluir